A Divagar #5

Olá a todos!

Estamos em Agosto, o mês das férias ( para uma maioria vá), mas acho que mesmo os restantes comuns mortais não estando de férias adoram o mês de Agosto, pelo menos é essa a impressão que tenho. Leia mais

Crónicas De Um Engenheiro – Patrões E Funcionários

Este mês trago-vos aquilo que, na minha perspetiva, e de forma breve, deve ser a postura de um funcionário para com a sua entidade patronal e de que maneira deve funcionar a própria empresa em termos de organização.

Todos nós, trabalhando por conta própria ou por conta de outrem, temos responsabilidades dentro de uma empresa, desde o posto mais baixo até ao mais alto. Como tal, todos temos tarefas a cumprir sob pena de comprometer o bom funcionamento da empresa, pois se a base se encontra insegura o topo não tem condições para ser assertivo na sua tomada de decisão. O mesmo acontece no sentido inverso, a base necessita de sentir segurança e contentamento para executar as suas tarefas de forma eficaz e eficiente.

Agora, especificando, e dividindo em dois grandes blocos de estratificação de Recursos Humanos dentro de uma empresa, vou abordar a postura da BASE e do TOPO:

Base: A lógica “espero que esteja tudo calmo e sem muito que fazer no trabalho hoje” é a derradeira demonstração da lógica da batata. Se tudo estiver calmo e sem nada pra fazer no trabalho não há dinheiro a entrar na empresa, e sem clientes e sem dinheiro não há salários para funcionários, muito menos os molengões. Sendo que, muitas vezes, os molengões são os primeiros a exigir o pagamento do seu salário mesmo tendo feito mal o seu trabalho e não se tendo dedicado as suas tarefas a fim de a empresa desenvolver-se.

Topo: Prazos e compromissos. Estes são os dois fatores que considero que devem, a todo o custo, ser respeitados pelo topo hierárquico de uma empresa. A entidade patronal deve sempre cumprir os compromissos que celebrou com os seus funcionários e dar-lhes todas as condições para efetuarem o seu trabalho convenientemente. Devem fornecer segura financeira aos seus funcionários e não exigir deles algo para os quais eles não possuem condições de fazer.

Uma empresa é um todo, e se um roldana falhar, toda a engrenagem vai sofrer com isso, daí o sentido de compromisso e responsabilidade ser fundamental para o sucesso a médio-longo prazo.

 

rodape simply life

Crónicas De Um Engenheiro – Copy->Paste

Como é sabido, hoje em dia muitos de nós já não conseguem viver sem a Internet. Seja para trabalho ou lazer, a esmagadora maioria de nós passa, pelo menos, uns minutos diariamente a navegar na Internet. Leia mais

Fiquem A Conhecer Melhor o Autor das Crónicas De Um Engenheiro

Todos os meses podem ler sobre a opinião do nosso engenheiro, com a sua crónica mensal, com temáticas sobre a atualidade.

O Simply Life fez um entrevista pessoal e intimista ao nosso engenheiro para que assim o possam ficar a conhecer melhor 🙂 Que acham? Leia mais

Crónicas De Um Engenheiro – Uma Questão De 4 Patas

Penso que toda, ou quase toda, a gente em Portugal está ocorrente do caso que sucedeu no passado mês de Abril no qual um cão mordeu um criança. Este é o tipo de caso que “mexe” com a opinião pública e onde toda a gente tem algo a dizer. O empolamento dado pela comunicação Social também leva a isso mesmo. Leia mais

Crónicas De Um Engenheiro – Aeroporto Internacional do Busto

Esta semana o aeroporto da Madeira foi renomeado como aeroporto internacional da Madeira Cristiano Ronaldo. Se me perguntarem se acho bem, posso dizer.vos que, pelo menos, não acho mal. Pouco convencional e certo, mas a verdade é que, neste momento, o futebolista representa o maior ícone madeirense e nacional. Leia mais

Crónicas De Um Engenheiro -Moralmente Falsos

Nos dias que correm, existe uma organização secreta de cariz mercenário e sanguinário que assombra, não só Portugal mas o Mundo em geral. Uns guerreiros de teclado, ou “Keyboard Warriors” que tentam impingir pureza e os 101 Mandamentos (sim, porque estes guerreiros não se ficam pelos tradicionais 10) a outras pessoas via Redes Sociais. Esta organização tem o nome unoficial de “Falsos Moralistas”. Ninguém pode dizer nada, dar um passo, sem que as redes sociais detectem no imediato algum defeito no que é dito.

Leia mais

Crónicas De Um Engenheiro – China World

“É preciso acreditar sem ver e ver só é possível depois de acreditar”

Esta frase pertencente a uma profecia chinesa encaixa na perfeição no assunto da Crónica deste mês. A China e o impacto dela no Mundo. Leia mais

Crónicas De Um Engenheiro – Ano Novo, Oportunidades Novas

Ano novo, vida nova. após um interregno que durou mais do que devia, as Crónicas de um Engenheiro estão de volta. O registo mantêm-se, com artigos de uma opinião muito própria sobre os mais diversos assuntos, tentando sempre manter uma toada actual e argumentativa no discurso. Leia mais