Como lidar com a enxaqueca de forma natural

Como lidar com a enxaqueca de forma natural

A palavra enxaqueca está muitas vezes relacionada como uma dor de cabeça. Mas a verdade é que uma enxaqueca não é uma dor de cabeça. Sofrer de enxaquecas é uma doença incapacitante e que mais de 15% da população nacional sofre.

Os sintomas mais conhecidos são as náuseas, intolerância à luz e ao som, vómitos, visão turva…sintomas que podem levar horas e até dias a passar.

Apesar de muito se falar desta doença, sem cura, ela ainda é muito desvalorizada, principalmente no contexto laboral. Parece que dizer que “hoje não consigo ir trabalhar porque estou com enxaqueca” é motivo de piada. E as pessoas preferem mentir do que dizer a razão da falta.

Sofrer de enxaquecas pode ser limitador e não há forma de saber quando ela vai aparecer.

Como já referido, não há uma cura para esta cefaleia, no entanto, existem formas de prevenir e atuar para atenuar a dor.

Exercício Físico

A prática diária de exercício físico, seja ele qual for, ajuda a produzir substâncias no cérebro que são verdadeiros analgésicos naturais.

Para além das vantagens já conhecidas como reduzir a tensão e a ansiedade, o exercício físico pode prevenir uma crise de enxaqueca.

Descansar

Descansar e respeitar o corpo é bastante importante. Opte por locais arejados e sossegados e sem cheiros fortes.

Dormir sem fontes de luz ou som

Sabemos que qualquer fonte de luz ou som pode levar ao desespero durante uma enxaqueca, por isso, certifique-se que não deixa nenhuma fonte de luz ou som no quarto.

Meditação

A meditação regular tem efeitos fantásticos no nosso corpo e acima de tudo na nossa mente. A mente é o nosso melhor aliado, mas também pode ser o pior se não for exercitado e respeitado. A meditação para além de o ajudar a relaxar também o vai ajudar a conhecer-se melhor.

Consultar um médico

Cada caso é um caso e dependendo do grau da enxaqueca pode necessitar de medicamentos para o ajudar a ultrapassar uma crise.

As recomendações acima sáo naturais e preventivas mas podem não resultar com todos. O ideal é sempre consultar um médico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: