Artigo de Opinião: A ESHTE

Não é ter um curso que define o caráter ou profissionalismo de uma pessoa. Não é a formação académica que, por si só, nos faz ser melhor. Para mim, o que nos faz ser melhor como indivíduos e como profissionais são as experiências vividas com pessoas com as quais nos cruzamos e que voluntariamente ou não, nos ajudam a crescer.

Um curso superior vai ajudar a abrir as portas mas só seremos capazes de obter e agarrar as oportunidades se tivermos um background de conhecimento (e humildade) para corresponderes às expectativas e necessidades do mercado. E é aí que entram os professores, como os que conheci na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.

O empenho que vi demonstrado, quer para a realização do seminário em que estive presente, quer na realização das comemorações dos 28 anos da escola, quer no apoio que demonstram dar aos alunos é sem dúvida o ponto fundamental na assimilação de bases para que esses mesmos alunos se venham a tornar bons profissionais, não só na vertente técnica mas também de valores.

Certamente estas são as bases seguidas pela ESHTE aquando da estruturação das suas estratégias de ensino. Em termos de aplicação prática dessa estratégia no dia-a-dia, nomeadamente nas aulas, não estou habilitada para falar, contudo, o esforço que foi feito para que os alunos tivessem oportunidade de contatar de maneira mais próxima com exemplos práticos de pessoas que de alguma forma trabalham na área do Turismo, leva-me a crer que há uma extrema preocupação na ajuda aos seus alunos para que estes saibam que tipo de caminho profissional podem seguir no final do seu percurso académico.

Podem consultar o site da ESHTE aqui e ver o cursos disponíveis bem como datas de candidatura e outras atividades em vigor.

Dizem que conhecemos sempre um negócio ou um local pelas pessoas que estão lá e por isso mesmo deixo-vos aqui o link para a entrevista ao Dr. Raúl Filipe, presidente da ESHTE, pela Publituris para perceberem e sentirem que esta não é só mais uma escola.

Para terminar este post, que como vos digo é a minha visão da visita que lhes fiz esta semana, quero agradecer publicamente à Dra. Rita Peres e ao Dr. Francisco Silva pelo convite que me fizeram e à jovem Mariana que está a terminar a sua tese de mestrado e a quem desejo o maior sucesso!

 

Nota: Imagem retirada da página de FB da ESHTE.