Novos Hábitos A Adoptar em 2019

Vamos no quinto dia do novo ano e quantas promessas já fizeram? Quantos promessas ficaram por cumprir de 2018?

Vamos deixar de desculpas e vamos passar à ação! Mudar hábitos não é uma tarefa fácil, mas nada é impossível para os que lutam e querem mais! Certo?

Fiquem com algumas dicas de novos hábitos que devem adoptar e que irão tornar não só este ano melhor como o vosso futuro.

1º Força de Vontade

Acreditem em vocês e no que vocês desejam alcançar. Este é o primeiro passo para se tornarem pessoas melhores, mais empenhadas e bem sucedidas.

2º Definir objetivos a curto prazo

Tenha sempre em mente o grande objetivo, mas definir prazos e objetivos a curto prazo, como etapas para o que ambicionam, é uma forma de se motivarem ao longo do tempo.

3º Canalizar energias no que realmente importa

Este ano lutem por vocês! Não percam tempo, nem energias, com assuntos ou coisas superfolas que só vos vão desgastar. Tentem sempre ver o lado positivo das situações e acreditem que se vos está a acontecer algo menos positivo ou que não percebem no momento, foquem-se nos momentos bons que já tiveram e no que definiram para vocês. Numa percam o foco.

Vão aparecer obstáculos? Vão. Mas no final tudo vai valer a pena porque trabalham para a conquista.

4º Passem tempo com quem mais gostam

O cansaço do trabalho, da casa ou dos estudos faz-nos querer ficar em casa ou adiar aquele encontro com amigos ou jantar com a familia…mas já pensaram em todos os momentos que perderam?

5º Journaling

Já ouviram falar deste termo? Journaling é o hábito de manter um diário. Escrever pensamentos, objetivos, vitórias é uma forma de se concentrarem nas vossas prioridades e de cada vez que se sentirem mais em baixo ou ansiosos, podem recorrer ao vosso “velho diário” e rever tudo que já vos aconteceu e que ultrapassaram. O hábito da escrita e da leitura deve ser alimentado de forma a se manterem firmes e atualizados.

 

Como podem ver os hábitos para este novo ano baseiam-se em foco, ambição, trabalho e amizade. Não é difícil, pois não?