Crónicas De Um Engenheiro – Patrões E Funcionários

Este mês trago-vos aquilo que, na minha perspetiva, e de forma breve, deve ser a postura de um funcionário para com a sua entidade patronal e de que maneira deve funcionar a própria empresa em termos de organização.

Todos nós, trabalhando por conta própria ou por conta de outrem, temos responsabilidades dentro de uma empresa, desde o posto mais baixo até ao mais alto. Como tal, todos temos tarefas a cumprir sob pena de comprometer o bom funcionamento da empresa, pois se a base se encontra insegura o topo não tem condições para ser assertivo na sua tomada de decisão. O mesmo acontece no sentido inverso, a base necessita de sentir segurança e contentamento para executar as suas tarefas de forma eficaz e eficiente.

Agora, especificando, e dividindo em dois grandes blocos de estratificação de Recursos Humanos dentro de uma empresa, vou abordar a postura da BASE e do TOPO:

Base: A lógica “espero que esteja tudo calmo e sem muito que fazer no trabalho hoje” é a derradeira demonstração da lógica da batata. Se tudo estiver calmo e sem nada pra fazer no trabalho não há dinheiro a entrar na empresa, e sem clientes e sem dinheiro não há salários para funcionários, muito menos os molengões. Sendo que, muitas vezes, os molengões são os primeiros a exigir o pagamento do seu salário mesmo tendo feito mal o seu trabalho e não se tendo dedicado as suas tarefas a fim de a empresa desenvolver-se.

Topo: Prazos e compromissos. Estes são os dois fatores que considero que devem, a todo o custo, ser respeitados pelo topo hierárquico de uma empresa. A entidade patronal deve sempre cumprir os compromissos que celebrou com os seus funcionários e dar-lhes todas as condições para efetuarem o seu trabalho convenientemente. Devem fornecer segura financeira aos seus funcionários e não exigir deles algo para os quais eles não possuem condições de fazer.

Uma empresa é um todo, e se um roldana falhar, toda a engrenagem vai sofrer com isso, daí o sentido de compromisso e responsabilidade ser fundamental para o sucesso a médio-longo prazo.

 

rodape simply life

Andreia Azevedo

Andreia é licenciada em Turismo com especialização em Marketing Digital. Adora viajar, comunicar, escrever e criar. O Simply Life nasceu no final de 2015, do seu desejo de criar uma comunidade de partilha dos mesmos interesses.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s