Crónicas De Um Engenheiro – Ano Novo, Oportunidades Novas

Ano novo, vida nova. após um interregno que durou mais do que devia, as Crónicas de um Engenheiro estão de volta. O registo mantêm-se, com artigos de uma opinião muito própria sobre os mais diversos assuntos, tentando sempre manter uma toada actual e argumentativa no discurso.

Ora, esta semana, e para celebrar o regresso da rubrica, vou escrever sobre a minha vida profissional e as mudanças que nela sofri. Bem, não sei até que ponto é que posso dizer que sofri mudanças na vida profissional, pois dantes eu não tinha nenhuma. Um série de redondos “não” por parte de empresas da minha área deixaram-se descrente sobre o mundo laboral e as oportunidades que nele eu poderia ter.
Contudo, no passado mês de Dezembro comecei a trabalhar numa loja de shopping mais ou menos ligada à minha área. É um negócio pequeno, em que se faz um pouco de tudo (o que aguça o engenho) e que debate-se com os mesmos problemas de todas as PME’s deste país.
O balanço que tenho a fazer de, praticamente, um mês de trabalho na loja é positivo. Claro que existiram coisas boas e coisas más, mas um balanço é isso mesmo: pesar ambos os aspectos e analisar quais os que mais sobressairam. Manter a mente ocupada, aprender e ser desafiado foram, até agora, os focos de maior contentamento da minha parte, enquanto que a típica relação empregado-patrão ficou-se pelo sentimento agridoce. Por um lado apreciei a confiança e a relação interpessoal que se demonstraram mais valias para mim. na outra face da moeda destaco a eterna questão da normalidade quando se faz as suas tarefas bem feitas 9 em cada 10 vezes, sem com isso ser alvo de uma palavra de apreço, pois esse é o nosso dever, mas naquela única vez em que se erra sermos imediatamente visados e corrigidos com vigor e rigor, sem “dó nem piedade” diria. Bem, faz parte !
Deixo aqui então o repto para aquilo que, penso eu, é um descrição da esmagadora maioria dos trabalhadores por conta de outrem neste país à beira mar plantado.
p.s. Como não poderia deixar de ser, desejo-vos um bom ano, com tudo aquilo a quem têm direito, incluindo os artigos deste ambicioso e empreendedor blog Simply Life.
rodape simply life
Andreia Azevedo

Andreia é licenciada em Turismo com especialização em Marketing Digital. Adora viajar, comunicar, escrever e criar. O Simply Life nasceu no final de 2015, do seu desejo de criar uma comunidade de partilha dos mesmos interesses.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s