O Lado Obscuro do Turismo – Parte II

Cidades como o Porto, vivem do turismo…é nos hotéis, com os recepcionistas, que os turistas ficam com uma boa ou má imagem quer do hotel, quer da cidade e até mesmo do país pois é com os mesmos que eles têm a primeira abordagem mais directa e pessoal.Portanto que adianta um hotel ter um director-geral a receber milhares e um recepcionista a receber uma vergonha?! Quando as queixas chegam a um director já houve um recepcionista que teve de segurar “o barco” e por vezes é o próprio que resolve a situação.

Os departamentos deviam trabalhar em equipa e os salários mais equilibrados.

Funcionários insatisfeitos geram clientes insatisfeitos…

Há que se começar a dar valor, ou mais valor, a quem está numa recepção, que abdica de fins-de-semana, de datas festivas a troco de pouco…por vezes de horas extras não pagas, de nem uma palavra de apresso pelo seu trabalho.

 

Com isto, também quero salientar que existem excepções…mas há mais mar que peixes…