5 conselhos para sobreviver na receção de um hotel

Trabalhar em Turismo é uma loucura, os horários são um loucura, o salário é uma grande loucura e quem acha que turismo é só viajar ainda mais louco é.

Trabalhamos quando todos estão de férias, fins de semana livres são como os brindes no ovo de chocolate da Páscoa (imaginamos sempre algo fantástico mas nunca acontece); temos que saber línguas, saber receber, conhecer a cidade em que estamos e todas as outras na área envolvente e se trabalhamos num hotel temos que saber a história do edifício, e nem sempre a história é bonita (acreditem) mas temos que saber…porque haverá sempre um curioso…e no meio disto tudo nem sempre é nos dado o devido valor.

Turismo e Hotelaria têm que ser vistos como uma paixão e não como uma obrigação porque de outra maneira não funcionará.
Mas também existe o outro lado da moeda.
Para quem faz desta vida profissão, sabe que nada é mais recompensador que a felicidade dos hóspedes, a simpatia deles e a forma como nos olham , como se fossemos os salvadores das férias ou resolver todos os seus problemas, mesmo quando um “Eu vou anotar aqui e alguém irá ao quarto verificar” não passa do papel, mas o facto de estarmos receptivos ao problema representa muito.
E para nós também representa!
Ficam aqui 5 conselhos de como sobreviver na receção de um hotel:
1 – Sorrir – o sorriso salva nos sempre de todas as situações negativas, e se não salvar…
1.1 – Sorrir mais um pouco.
2 – Mostrar sempre interesse – mostrar interesse pelo que os hóspedes dizem (ás vezes custa, eu sei) mas também ficamos a conhecer novas histórias, novas culturas e o tempo passa mais rápido;
3 – Ser verdadeira – não há nada pior que aconselhar algo que não conhecemos e eles no fim não gostarem…ou já nem existir;
4 – Dar confiança q.b – este aspecto só com a experiência, mas garanto que nos salva de muitas situações constrangedoras;
5 – Saber receber – ser e receber da forma que gostaríamos que nos tratassem.